Tiago Manuel da Hora

Produtor e Musicólogo, é investigador do Instituto de Etnomusicologia - Centro de Estudos em Música e Dança (grupo de "Música Erudita na Perspectiva dos Estudos Culturais") da Universidade Nova de Lisboa (UNL) e doutorando em Ciências Musicais na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL, sob a orientação de Rui Vieira Nery. É Mestre em Musicologia Histórica desde 2010 pela UNL, onde cursou sob a orientação de David Cranmer. Entre 2012 e 2014, colaborou com o CITAR-UCP nos projetos Espólio Orpheon Portuense e Espólio Ivo Cruz. É autor da publicação Espólio Manuel Ivo Cruz: Música Manuscrita Portuguesa e Brasileira (UCE-Porto, 2013), co-autor do livro Orpheon Portuense (1881-2008): Tradição e Inovação (UCE, 2014) e autor do livro Joaquim Simões da Hora: Intérprete, Pedagogo e Divulgador (Edições Colibri, 2015).

Participa regularmente em colóquios e congressos nacionais e internacionais na área da investigação em música, e tem também participado em diversos concertos como comentador e organizado workshops e cursos livres de História da Música, com destaque para as edições A Música e a sua História na Biblioteca Municipal Almeida Garrett (Câmara Municipal do Porto). Escreve com regularidade para diversas rubricas em periódicos, programas de concertos e é autor de vários textos e argumentos para espetáculos musicais.

Em 2015 foi convidado pela Câmara Municipal do Porto como comissário para a curadoria da exposição Fernando Lopes-Graça e Eugénio de Andrade: o diálogo entre a música e a poesia, instalada na Biblioteca Pública Municipal do Porto e no Museu da Música Portuguesa.

Em 2011 fundou a ARTWAY, onde tem sido responsável pela direcção artística e produção de diversos concertos e espetáculos, com alguns dos mais destacados músicos e artistas da actualidade, nas principais salas de concertos e festivais de música em Portugal, destacando-se com especial enfoque a sua actividade no ramo da produção discográfica.

Assinou a produção discográfica de discos para editoras como a Grand Piano (Naxos), Arkhé Music, Portugaler ou Artway Records.

Como sócio-gerente da ARTWAY, é membro associado da Association Européenne des Agents Artistiques desde 2014.